Buscar
  • Utilità

Você tem organização no seu DNA?

Todos sempre ouvimos falar que organização não é manter tudo arrumado e sim manter tudo funcional para você e para sua casa. Nossas necessidades e nossos hábitos e manias são diferentes, por isso nossas casas são organizadas de maneiras diferentes e tudo bem porque não existe certo ou errado em organização da casa.


O que devemos saber para nos ajudar nessa tarefa de organização é que tudo deve ter um lugar coerente e adequado, onde o objeto deve ser normalmente mantido. Itens que você usa todos os dias, devem ficar em locais facilmente acessíveis e disponíveis. Desorganização e bagunça ocorrem naturalmente quando os itens não estão sendo mantidos nos lugares que determinamos para eles (quando eles não voltam para as casinhas deles).

Sim, não é uma tarefa fácil e também não é muito prazerosa quando você não tem o DNA da organização, mas saiba que você pode criar essa hábito e nosso post de hoje é para te ajudar a criar o hábito da organização.


Você provavelmente nunca parou para pensar, mas há dezenas de comportamentos dos quais dependemos todos os dias, que são na verdade, hábitos. Dos mais simples, como colocar pasta de dente em sua escova, até os mais complexos, como tirar o carro da garagem.


Os hábitos surgem em nossa rotina, porque nosso cérebro está constantemente buscando maneiras de poupar esforço e energia. Quando convertemos uma atividade em um hábito, ela se torna frequente e fácil de ser feita diariamente.


Entender a relevância e a importância de criar bons hábitos é fácil, o difícil é por em prática. Implementar um novo comportamento em nossa rotina e transformá-lo em um hábito, demanda muito tempo e esforço, por esse motivo nos deparamos com inúmeras regras e ótimos livros que nos incentivam a criar hábitos.


Uma das mais conhecidas diz que precisamos de 21 dias para criar um novo hábito. E olha que a Teoria dos 21 Dias vem de longe! Mais precisamente dos anos 60, quando o psicólogo e cirurgião plástico Maxwell Maltz relatou que seus pacientes notavam as mudanças nas cirurgias apenas após 21 dias da operação.


De acordo com o especialista, 21 dias seria o tempo que o cérebro precisa para se adaptar a uma mudança. No livro O Poder do Hábito, Charles Duhhig também considera que são necessários 21 dias de repetição de uma ação para que ela se torne um hábito.

Tanto Maltz quanto Duhhig afirmam que a individualidade de cada um deve ser levada em conta. Mas os dois concordam que, no geral, 21 dias realmente são suficientes para criar um novo hábito.


Mas sinceramente, o importante mesmo é a constatação de que somos capazes de aprender, treinar e modificar o que desejarmos. O número de dias, como tudo na vida, é relativo. Depende de fatores como insistência, perseverança, habilidades e, principalmente, contexto.

Em outras palavras, se você deseja criar um hábito dentro de expectativas realistas, a verdade é que provavelmente levará um tempo. E se, nesse período, deixar um ou mais dias de prática para trás dentro do seu cronograma, não tem problema: criar um hábito não é um processo de tudo ou nada.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo